Compulsão por Doces: Como Evitar

Sabe aquela vontade incontrolável de comer um chocolate inteiro ou o desejo constante de procurar biscoitos e pães recheados nos armários de casa? Eles parecem inofensivos aos nossos olhos, mas a verdade é que essa vontade só pode ser vista como normal se acontecer de vez em quando e se a quantidade ingerida for pequena, caso contrário você pode estar sofrendo de um problema bem sério: a compulsão por doces.

Identificar o problema é mais simples do que imaginamos e não vale culpar a TPM para o excesso, ok? As nutricionistas afirmam que para entender se você é mesmo compulsiva pela ingestão do doce é preciso que fique 24 horas sem colocar uma única quantidade de açúcar na boca. Feito isso, note se teve episódios de irritabilidade, se ficou nervosa com mais facilidade ou se a vontade psicológica foi muito intensa.

Esses são sinais clássicos de quem é compulsivo por doces, assim como acontece com os viciados em bebidas e drogas. Afinal, o açúcar branco é mesmo uma droga lícita, capaz de adoecer comunidades inteiras.

Algumas pessoas relatam dores de cabeça intensas, tonturas e até mesmo ânsia quando estão em período de abstinência dos doces. E nada que cause isso pode ser benéfico para o seu corpo, concorda?

Compulsão por doces, é possível controlar

Endocrinologistas e nutricionistas sabem que é difícil tirar o corpo do ciclo vicioso do consumo de açúcar. Mas não se desespere! Nada é impossível e eu estou aqui para te dar dicas que vão te ajudar muito.

O primeiro passo é substituir alimentos altamente calóricos por alguns que trazem benefícios para sua saúde.

Uma dica simples, o chocolate. Sua versão ao leite é rica em gorduras e açúcar, o que faz com que o prazer por comer seja maior, assim como o aumento e queda do índice glicêmico. Uma boa alternativa é retirar esse alimento e inserir doses pequenas de chocolate amargo (70% de cacau), que trazem os benefícios do cacau, com baixa quantidade de gordura e açúcar e não aumentam tanto o índice glicêmico, fato que ajuda a controlar a compulsão.

Outra maneira eficaz de evitar a compulsão é escolher alimentos naturais, ou seja, nada de processados, industrializados ou ricos em farinha branca. Os alimentos naturais, na sua maioria, são bons porque não possuem um índice glicêmico muito elevado – à exceção dos carboidratos simples. Além disso, aumentam a saciedade e entregam os nutrientes necessários para que seu organismo trabalhe de maneira eficaz e não fique viciado em substâncias maléficas.

Por isso, na hora de montar o prato, escolha vegetais, carnes, gorduras boas, verduras com baixo índice glicêmico, ou alimentos potencializadores da queima calórica como a pimenta, chá verde, gengibre e canela. Alie isso à prática de atividade física regular, que acelere o seu metabolismo e que ajude a controlar sua ansiedade, como o HIIT – que é uma ótima escolha, já que faz tudo isso e ainda te entrega resultados rápidos em um curto espaço de tempo. Mas isso eu já te falei várias vezes!

A compulsão alimentar por doces é maléfica?

Eu poderia te dizer apenas que a ingestão de grande quantidade de doces pode ser maléfica para o seu físico. No entanto, a verdade é que eu prezo bem mais pela saúde e pelo mal que o açúcar pode causar na sua vida.

“Mas Olívia, é assim tão grave?” Sim, e vou te mostrar dois pontos preocupantes para mim e para os médicos e especialistas em saúde: o vício (conhecido também como compulsão) e os riscos de desenvolver Diabetes.

Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) revelam que o número de brasileiros que sofre com a doença já é de 16 milhões e o índice entre os mais novos não para de crescer, o que nos remete a outro dado preocupante, o fato de mais da metade de nossas crianças e jovens já estarem acima do peso.

E agora você deve estar se perguntando o que a compulsão por doces tem a ver com a Diabetes e o vício? Tudo! A diabetes do tipo 2 – que engloba a maior parte da população – tem como causa a ineficiência do organismo de produzir insulina, que ajuda a controlar nossa taxa glicêmica.

Estudos mostram que o consumo excessivo de açúcar leva ao vício e sempre que consumimos o açúcar, ele oferece ao corpo uma alta dose de glicose e para tentar controlar essa “mudança”, nosso organismo secreta mais insulina. O problema é que os especialistas já sabem que quanto mais insulina mandamos para o corpo, maiores as chances de desenvolvermos a Diabetes.

Viu como o problema pode ser mais sério do que você imagina? Então siga as minhas dicas e comece a cuidar melhor de você. Seu corpo, sua mente e as pessoas que te amam, agradecem!

Um grande abraço,
Olivia Andriolo e
Equipe Corpo D21

Deixe seu comentário